Cassol avalia sucessão estadual e declara que Rondônia é um ?Estado falido?

News3

                  Provável candidato a governador nas eleições do próximo ano, o senador Ivo Cassol concedeu entrevista exclusiva ao Extra de Rondônia nesta manhã de quinta-feira, 27, ocasião em que falou de vários temas relacionados a política regional.

Falando direto de Rolim de Moura, sua principal base política, Cassol foi categórico ao definir a atual situação do Estado: ?o próximo governador vai herdar um Estado quebrado, falido, arrebentado e estuprado?. Em sua avaliação o atual governo falhou em promover políticas de desenvolvimento, promoveu inchaço no quadro funcional e não teve capacidade de administrar com competência.

?Outro problema que faço questão de citar é o desaparelhamento das representações do governo no interior, em particular as secretarias regionais. Elas perderam totalmente a função e hoje são meros cabides de emprego?, destacou Cassol.

Sobre as eleições do próximo ano, o senador disse que hoje só há uma certeza: ele estará na urna concorrendo a algum cargo. ?Estou à disposição da população de Rondônia e de meu partido para concorrer. Pra mim seria mais cômodo disputar a reeleição ao Senado, pois é um lugar onde a gente só fica jogando pedra e protegido, mas se o povo achar que devo disputar o governo será esta a minha opção?, afirmou.

Ele disse que o discurso contrário dos adversários acerca da impossibilidade de disputar o pleito é fraco. ?Eles alegam que eu não tenho condições de concorrer por impedimento judicial. Quero lembrar que disputei as eleições de 2.010 com recurso judicial, e se for o caso farei isso outra vez?, encerrou Ivo.

.

Compartilhe:

Deixe seu comentário